Ramon Platero: O Técnico que Dividiu seu Tempo entre Flamengo e Vasco

Conheça a história de Ramon Platero, técnico uruguaio que treinou tanto o Flamengo quanto o Vasco, deixando sua marca no futebol carioca.

Ago 12, 2023 - 19:00
 21
Ramon Platero: O Técnico que Dividiu seu Tempo entre Flamengo e Vasco
Conheça a história de Ramon Platero, técnico uruguaio que treinou tanto o Flamengo quanto o Vasco, deixando sua marca no futebol carioca.

No cenário do futebol brasileiro, muitos técnicos se destacaram por suas habilidades táticas, visão estratégica e liderança dentro dos gramados. Um nome que merece destaque é o de Ramon Perdomo Platero (1894-1950), um técnico uruguaio que deixou sua marca tanto no Flamengo quanto no Vasco, com uma carreira repleta de conquistas e pioneirismo.

Ramon Platero nasceu em Montevidéu, Uruguai, e iniciou sua trajetória como técnico de futebol com passagens notáveis. Entre 1917 e 1919, ele assumiu o comando da Seleção Uruguaia, alcançando a glória ao conquistar a Copa América e a Copa Newton.

Em 1919, Ramon foi contratado pelo Fluminense, vindo a residir no Brasil, onde sua carreira tomaria novos rumos. Logo em seu primeiro ano no país, ele contribuiu para que o Fluminense conquistasse o título carioca, estabelecendo sua reputação como um técnico de sucesso.

No entanto, o momento mais intrigante e singular de sua carreira ocorreu quando assumiu o comando técnico de dois rivais históricos: Flamengo e Vasco. Durante o período em que trabalhou no Rio de Janeiro, Ramon Platero dividiu seu tempo entre as duas equipes, sendo treinador do Flamengo durante o dia e do Vasco à noite.

Essa situação peculiar ocorreu devido à configuração dos campeonatos cariocas da época. Enquanto o Flamengo competia na elite carioca, o Vasco disputava a segunda divisão. Essa divisão de atenções foi possível porque o Vasco estava em processo de ascensão, tendo iniciado sua jornada nas divisões inferiores e conquistando gradualmente seu espaço no cenário futebolístico.

O Vasco, com Ramon Platero à frente, alcançou um feito histórico em 1923 ao vencer o Campeonato Carioca da série A. Esse título foi marcante não apenas pelo seu caráter esportivo, mas também por ter sido conquistado por uma equipe diversificada, composta por jogadores pobres, negros, mulatos, comerciários e operários. A vitória do Vasco quebrou paradigmas, desafiando a supremacia dos grandes clubes da elite carioca e contribuindo para combater o racismo no futebol brasileiro.

Ramon Platero também foi pioneiro como o primeiro estrangeiro a comandar a seleção brasileira. Além de suas passagens por Flamengo e Vasco, ele também treinou outras equipes renomadas, como Botafogo, Santos e Palmeiras (na época conhecido como Palestra Itália). Sua influência foi sentida em diversos clubes e regiões do Brasil, encerrando sua carreira em 1940, novamente pelo Vasco.

A história de Ramon Platero é uma jornada marcada por conquistas esportivas, pioneirismo e superação de barreiras. Seu legado permanece vivo no futebol brasileiro, um testemunho da paixão e dedicação que transcendeu fronteiras e deixou uma marca indelével nos campos e corações dos torcedores.

Jonas Henrique Nasceu em São Paulo (SP) e cursou jornalismo na Faculdade Cásper Líbero.