Endrick: A Estreia Histórica e Promissora do Jovem Atacante na Seleção Brasileira

Confira todos os detalhes da estreia marcante de Endrick, o quarto jogador mais jovem a vestir a camisa da Seleção Brasileira. Analisamos sua atuação, personalidade em campo e o impacto em meio a uma atuação desafiadora. Descubra como o palmeirense se destacou mesmo diante da pressão na derrota para a Colômbia."

Nov 17, 2023 - 20:50
 7
Endrick: A Estreia Histórica e Promissora do Jovem Atacante na Seleção Brasileira
Confira todos os detalhes da estreia marcante de Endrick, o quarto jogador mais jovem a vestir a camisa da Seleção Brasileira. Analisamos sua atuação, personalidade em campo e o impacto em meio a uma atuação desafiadora. Descubra como o palmeirense se destacou mesmo diante da pressão na derrota para a Colômbia."

Em meio a uma atuação desafiadora da seleção brasileira, um raio de esperança surgiu com a estreia de Endrick, o jovem atacante do Palmeiras. Tornando-se o quarto jogador mais jovem a vestir a camisa do Brasil, Endrick não apenas marcou seu nome na história, mas também deixou uma impressão positiva em seus escassos minutos em campo.

O cronômetro do estádio Metropolitano de Barranquilla indicava 81 minutos e 20 segundos quando Endrick entrou em campo, substituindo Raphinha. Uma escolha corajosa de Diniz, em um momento crítico da partida, quando a Colômbia comemorava a virada por 2 a 1. Com apenas 17 anos e 118 dias, Endrick enfrentou um verdadeiro teste de fogo.

Seu primeiro toque na bola ocorreu aos 82 minutos e 46 segundos, iniciando uma sequência de movimentação e trocas de passes. Demonstrando personalidade, o jovem atacante não se limitou à área, arriscando jogadas fora dela. Uma inversão para Pepê e um lançamento para Martinelli destacaram a visão de jogo e a força de Endrick.

Apesar de um tempo limitado em campo (14 minutos, incluindo acréscimos), Endrick manteve a compostura e completou todas as cinco jogadas em que teve a bola. Com quatro passes certos em cinco tentativas, incluindo uma bola longa precisa, ele mostrou sua habilidade mesmo sob pressão.

Ao apito final, Endrick não apenas testemunhou a derrota da equipe, mas também participou de atividades físicas adicionais com os reservas. Sua estreia pode não ter mudado o resultado, mas certamente marcou o início de uma promissora jornada com a seleção.

Na terça-feira, a Seleção Brasileira terá a chance de se redimir, enfrentando a Argentina no Maracanã, às 21h30 (horário de Brasília), pela sexta rodada das eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2026. Fique ligado para mais momentos emocionantes no percurso de Endrick e da equipe nacional.

Jonas Henrique Nasceu em São Paulo (SP) e cursou jornalismo na Faculdade Cásper Líbero.